Liberdade Condicionada

por Michel Gralha | 10/08/2020

Em breve chegaremos à conclusão de que o tirânico “fique em casa” terá sido o maior erro da história moderna.

A vida sem liberdade se resume a uma história contada pelos outros. Tal frase traduz parte do que estamos vivendo neste momento. Somos vítimas de seres autoritários que testam seu poder através dos cidadãos. São decretos e decisões judiciais que ceifam nosso direito mais primário de ir e vir.

Como em um passe de mágica, uma única pessoa, com base em “verdades” próprias, limita o direito de uma coletividade. São os donos da verdade. Deuses modernos que, com suas canetas, decidem o futuro da população. Esquecem, apenas, que decisões pontuais afetam várias camadas das nossas vidas. Não conseguem ter uma visão sistêmica do alcance dos seus atos. Misturam crenças, direcionamento politico e experiência de vida com ciência. Decidem por achismo, sem qualquer receio de responsabilizações futuras, até porque estas não acontecem mesmo!

O que estamos vivendo trata-se de um grande erro. As consequências já batem nas nossas portas. Desemprego em massa, aumento de mortes por falta de diagnóstico precoce, falência de empresas, dizimação de setores, entre tantos outros. Acredito que, muito em breve, chegaremos à conclusão de que o tirânico “fique em casa” terá sido o maior erro da história moderna. Aliás, o tão politicamente correto “fique em casa” é o maior atestado de incompetência que podemos dar. Significa que nada fizemos, não preparamos hospitais, não somos culturalmente capazes de entender que a prevenção é importante, que temos que evitar aglomerações, que nossas empresas devem tomar os cuidados necessários, que temos que ser solidários, que os grupos de risco precisam de uma atenção especial.

O “fique em casa” é um ato de força, não é um ato de sabedoria e competência, porque se temos que ficar em casa em pleno século 21, significa que todos falhamos e acabou a liberdade. Que possamos inverter esta lógica e “ficar menos em casa”, recuperar nossas vidas sendo pessoas melhores e mais preparadas, recuperando nossa liberdade de escolhas, tão importante para vivermos em sociedade.

Michel Gralha

Fundador do escritório Zavagna Gralha Advogados, é especialista nas áreas de Direito Societário, M&A e Direito Empresarial. Após oito anos de atuação em escritórios de advocacia, foi Head do Departamento Jurídico na Lojas Renner, onde também exerceu cargos de Secretário do Conselho de Administração e do Comitê de Remuneração.
Ver mais posts
de Michel Gralha

CAMPANHA PARA O DIA DAS CRIANÇAS
por Michel Gralha
06/01/2021
Ler mais Ler mais

Uma redução tributária forte e estruturada seria transformadora
por Michel Gralha
02/12/2019
Ler mais Ler mais

Não há mais espaços para benesses do governo
por Michel Gralha
02/12/2018
Ler mais Ler mais