Falta respeito

por Michel Gralha | 13/03/2017

FALTA RESPEITO

O cotidiano dos brasileiros – e escrevo, aqui, especialmente dos gaúchos – está bastante complicado. Desde cedo, escutamos, ou deveríamos escutar, que as pessoas têm que respeitar os outros e as instituições. Há pouco tempo, pais, professores, policiais, dentre tantos, eram autoridades respeitadas e contavam com o apoio dos cidadãos. Porém, tudo isto mudou rapidamente. Não são raras as cenas de agressões a policiais, que no estrito cumprimento do seu dever, são apedrejados por vândalos. Alunos que, supostamente indignados com sabe-se lá o que, atacam seus mestres ou seus próprios colegas. Pais, reféns de seus filhos, que não conseguem mais controlar situações caseiras banais.

Usando esses três núcleos e isolando os demais, é suficiente para entendermos que a situação saiu por completo do controle e que a nossa sociedade está em ruína. O respeito é fundamental para as relações humanas e para a continuidade da vida coletiva. Estamos todos anestesiados, vivendo sob efeito da desgastante rotina diária e sem perspectivas para a melhora das relações humanas. Se pararmos para pensar, são decapitações, latrocínios, mortes de policiais, espancamentos de professores. Enfim, os valores derreteram! E não há milagre.

Ou passamos a valorizar as instituições, e isto não se faz só com dinheiro, se faz com atitudes positivas, ou não teremos como voltar atrás. Em outros países, quando policiais fazem seu trabalho corretamente, praticam atos heroicos. Por aqui, muitos enchem o peito para reclamar. Em outros países, professores são o berço do conhecimento, porém, por aqui, são deixados de lado, como se estivessem fazendo favores ou suplicando pela atenção das crianças.

Desta maneira, não será possível combater a escalada de ignorância funcional e violência em que estamos mergulhados. Não se enganem com mudanças de fora para dentro. Ou pensamos que a mudança está no indivíduo, ou continuaremos a alimentar uma cultura desrespeitosa. Temos que apoiar quem, diariamente, trabalha por nós e pelas nossas famílias. Tenhamos mais respeito e, principalmente, orgulho daqueles que se arriscam e investem seu tempo exclusivamente pela sociedade. Deixemos de lado as críticas e busquemos apoiar. Mais uma vez, somente o cidadão de bem será capaz de mudar esta história.

Michel Gralha

Fundador do escritório Zavagna Gralha Advogados, é especialista nas áreas de Direito Societário, M&A e Direito Empresarial. Após oito anos de atuação em escritórios de advocacia, foi Head do Departamento Jurídico na Lojas Renner, onde também exerceu cargos de Secretário do Conselho de Administração e do Comitê de Remuneração.
Ver mais posts
de Michel Gralha

Voto obrigatório: um direito ou um dever?
por Michel Gralha
27/09/2018
Ler mais Ler mais

Novo governo passa de pedra a vidraça
por Michel Gralha
30/12/2018
Ler mais Ler mais

Duvidar para Entender
por Michel Gralha
14/06/2021
Ler mais Ler mais